Em  11/8 ,a COMISSÃO DE ASSUNTOS ECONÔMICOS DO SENADO, CAE. por solicitação do SENADOR TASSO  JEREISSATI ,com  o apoio unânime de todos os senadores, aprovou  a convocação do  PRESIDENTE DO TCU, AROLDO CEDRAZ, para prestar   esclarecimentos  sobre o  repasse  de  dinheiro  público  a bancos privados .

Em  abril tinha sido feito apenas  um convite  para falar sobre o assunto, mas  o PRESIDENTE DO TCU,AROLDO CEDRAZ, respondeu que só viria  quando recebesse resposta  do  governo sobre esses repasses .A resposta foi enviada mas o  PRESIDENTE DO TCU, ficou mudo e ignorou o convite.

Esse comportamento do  PRESIDENTE DO TCU, irritou  os senadores membros  da  COMISSÃO , e seu  PRESIDNTE DELCÍDIO AMARAL   afirmou  que não cabe  ao  PRESIDENTE DO TCU escolher  quando quer vir depor no  SENADO, porque o   TCU  é um ógão auxiliardo SENADO e afirmou que  vai marcar  a data do depoimento do  PRESIDENTE DO TCU, que em caso de recusa ,conforme o regimento interno do SENADO ,será  trazido  sob  vara,ou seja conduzido pela  POLÍCIA FEDERAL .

Este fato  deixa claro  que o TCU , sem pertencer ao  PODER JUDICIÁRIO, nunca foi um tribunal. e seus membros são indevidamente chamados de  MINISTROS.Nem o plenário do SENADO  , com voto da unanimidade  dos senadores tem poder para  fazer uma convocação ,a um JUIZ ,DESEMBARGADOR,e muito menos MINISTROS  DE  TRIBUNAIS  SUPERIORES  mas pode  convocar e mandar trazer sob vara, para depor em  qualquer COMISSÃO DO SENADO, qualquer membro do TCU ,indevidamente chamados de  MINISTROS ,quando  o nome correto seria CONSELHEIRO DA CORTE DE CONTAS FEDERAL .

Related Posts with Thumbnails