Cientistas suecos afirmam que reprimir lembranças –entre elas, as ruins– por muito tempo pode fazer com que as esqueçamos completamente. Mais: o cérebro é capaz de ser treinado para realizar tal feito.

Essa é a conclusão da pesquisa realizada por uma equipe da Universidade Lund, na Suécia. Segundo ela, o domínio da “técnica do esquecimento” seria útil às pessoas que sofrem de depressão ou de estresse pós-traumático.

Os pesquisadores recorreram a scanners para monitorar as partes do cérebro que se tornaram ativas quando voluntários tentaram esquecer uma lembrança. Eles também identificaram o exato momento em que a memória é “apagada”.

Essas descobertas ajudam a entender mais sobre o processo de arquivar –ou, no caso, extinguir– acontecimentos do passado.

O autor do estudo, Gerd Thomas Waldhauser, explica: “Quanto mais informação é suprimida, maior é a dificuldade para recuperá-la. Se as memórias forem suprimidas por um período de tempo mais longo, será extremamente difícil recuperá-las.”

Waldhauser acrescenta que o estudo confirma que podemos esquecer fatos de forma deliberada.

FOLHA ONLINE

Related Posts with Thumbnails