Primeiro pólo gastronônico do Nordeste e terceiro do Brasil, Recife é roteiro obrigatório para quem deseja comer bem. As delícias da cidade ganharam fama internacional e voltaram todos os holofotes para a rica culinária do estado, uma das mais criativas do Brasil. Bolo de rolo, cartola, macaxeira com carne de sol. Não faltam opções para deixar qualquer um com água na boca, desde o café da manhã até o jantar. Neste delicioso roteiro pernambucano você vai viajar pelo estado através do cheiro e do sabor. E, ao final, o desafio está lançado: Pra você, qual é o sabor de Pernambuco?

Tapioca
Quem visita Olinda se encanta com o pôr do sol, dança ao som das dezenas de grupos de maracatu que invadem o sítio histórico nos meses que antecedem o carnaval e contempla a beleza das igrejas seculares localizadas em suas ladeiras. Mas o passeio não está completo se não for acompanhado da tapioca no Alto da Sé. A barraca da Tia Lú é a mais antiga do local,por isso mesmo a mais indicada. Difícil é escolher o recheio :leite condensado, queijo coalho, goiabada, charque….

Caldinho
A receita parece simples, e de fato é. Mas a variedade de uma das entradas mais apreciadas de Pernambuco é enorme e é justamente o que conquista os turistas, principalmente da orla do estado. Os sabores vão desde os típicos feijão e camarão até os mais incomuns como  mandioquinha, mocotó e polvo. Entre os estabelecimentos mais elogiados estão o Caldinho do Nenem, no bairro do Pina; o Caldinho do Dogão, em Olinda e o Guaiamum Gigante Praia, em Boa Viagem.

Buchada
Bucho de bode ou carneiro, recheado com picadinho de sangue à cabidela, fígado e víceras. O toque final fica por conta do refogado de hortelã, limão, alho e temperos. O prato tradicional da cozinha sertaneja caiu tanto no gosto do pernambucano, que perdeu o status de artesanal e hoje já é servido nos restaurantes mais refinados de todo o estado. Se estiver passando pelo Agreste, dê uma parada na Buchada do Gago, no bairro da Vila do Quartel,em Garanhuns. Perto dali, em Gravatá, a melhor buchada de bode é no Panela de Barro, no bairro da Cohab 1. Em Olinda, pode ir sem medo ao Oficina do Sabor.



Cartola

Está pensando numa sobremesa? Que tal a cartola, banana frita coberta com queijo coalho assado polvilhada com açúcar e canela? A iguaria é a cara de Pernambuco e suas versões mais tentadoras podem ser encontradas no Recife nos restaurantes Leite, localizado no Bairro do Recife; Banquete, no bairro de Santo Amaro e o Bonecos de Barro, no bairro das Graças.

Sarapatel
Assim como a buchada, o sarapatel é feito à moda cabidela com miúdos de porco, picadinho de víceras, refogados e muito tempero. Para acompanhar, farinha de mandioca, cerveja, cachaça ou caipirinha. No Bode Assado do Luciano, no Alto do Moura, em Caruaru você encontra um dos melhores sarapateis do Agreste. No Recife, o Restaurante da Mira, em Casa Amarela, ostenta o título de melhor culinária pernambucana do Guia Quatro Rodas, portanto saborear um sarapatel por lá é quase uma experiência obrigatória na vida. No Mercado da Boa Vista, o sarapatel d?O Escritório Bar também é imperdível.



Bolo Souza Leão

É um dos mais tradicionais bolos da culinária pernambucana porque tem seu nome inspirado na família que criou a receita. Com consistência cremosa, é preparado com massa de mandioca, calda quente de açúcar, ovos e manteiga. Quer experimentar o melhor? Então vá até à Casa dos Frios, no bairro das Graças. É unanimidade.

Dobradinha
Se o seu paladar aprovou o sarapatel e a buchada, então é certo que a dobradinha também vai lhe deixar com água na boca. Servida em panela de barro, o prato é feito de bucho, tripas de boi e linguiças em cubos. Tudo misturado ao feijão branco e acompanhado de farinha de mandioca e arroz. Já ficou sonhando com o cheirinho? Então corra para a Dobradinha do Gordo, no bairro da Torre ou Rei da Dobradinha, no bairro do Cordeiro.

Canjica
O prato é típico das festividades juninas, porque é preparada a partir do milho verde ralado misturado a açúcar, leite de coco e polvilhada com canela, mas é encontrada fácil durante o ano inteiro nas melhores padarias e delicatessens do Recife.

Mão de Vaca
É um cozido preparado com as patas dianteiras da vaca refogadas com tempero e servida com pirão feito do próprio caldo. Está no Recife? Então dê uma passadinha no Bar da Dalva, no Mercado do Cordeiro.

Vinhos
Não, a bebida não é tipicamente pernambucana. Mas éno estado onde está 15% da produção dos vinhos finos nacionais. A fruticultura irrigada do Vale do São Francisco, no município de Petrolina, Sertão do estado, é parada certa dos enófilos que viajam ao interior de Pernambuco. As vinícolas Garziera, Rio Sol e Carrancas são as maiores da região.

Por Elian Balbino

Related Posts with Thumbnails