http://empauta.empautacomunicacao.com.br/messageimages/empauta.empautacomunicacao.com.br/129718254942830600/bebida1.jpg

Na revista Globo Rural deste mês de maio, a seção Vida na Fazenda
traz uma matéria com dona Ana Rita Dantas Suassuna. A legítima
representante do Sertão é autora do livro Gastronomia Sertaneja:
receitas que contam histórias e falou, na entrevista, sobre as lembranças
saborosas que fazem parte de sua vida e que identificam o sertanejo.

O papo rendeu uma receita com canjica de milho, também conhecida
como mugunzá (que está na edição). Além da refeição substanciosa, dona
Ana nos ensinou o preparo de um cachimbo. Ao contrário do que pode
indicar o nome, se trata mesmo é de uma bebida que leva a típica cachaça
brasileira, polpa de fruta da época e mel.

Segundo dona Ana, entre as bebidas alcoólicas, a mais difundida no
Sertão é a aguardente, de incontáveis denominações. Com ela é possível
fazer muitas misturas como as diferentes batidas e o apreciado cachimbo,
indispensável em famílias de qualquer classe social e servida na ocasião do
nascimento de um filho.

O sabor do cachimbo depende das frutas disponíveis na época em que
está sendo preparado, mas umbu, maracujá, limão, coco, ananás (um
tipo de abacaxi), goiaba e manga são os mais comuns. Aqui, preparamos
uma versão para relaxar: um cachimbo de maracujá.

Ingredientes
2 xícaras de mel de abelha
1 litro de aguardente
4 xícaras (chá) de polpa de maracujá

Preparo
Misture até unir bem o mel de abelha com a aguardente. Junte a polpa da
fruta e coloque em um recipiente como uma vasilha com tampa “que se
preste ao sacolejo”. Agite fortemente até a polpa do maracujá desmanchar e
se unir com a cachaça. Coe, coloque em garrafas e tampe.

Revista Globo Rural

Related Posts with Thumbnails