Programa quer engajar jovens contra a aids, o que vai na contramão da posição do Vaticano

GENEBRA – A Igreja Católica da pequena cidade de Lucerne, na região central da Suíça, está causando polêmica com uma campanha de distribuição de preservativos a adolescentes.

O programa começou na última segunda-feira como forma de engajar os jovens na prevenção à aids, na contramão da posição tradicional do Vaticano, que se opõe ao uso do preservativo.

A campanha tem como alvo adolescentes a partir dos 14 anos e promove palestras nas escolas sobre os efeitos devastadores do HIV, explicou Florian Flohr, porta-voz do programa.

“Não se trata de promover a promiscuidade. Os preservativos são um meio para as pessoas pensarem sobre o vírus HIV e a aids”, disse.

Ele afirma que, até o momento, a campanha tem recebido mais reações positivas que negativas. Representantes da Diocese da Basileia, da qual Lucerne faz parte, não comentaram a iniciativa.

Mas Christoph Casetti, membro da Diocese de Chur, vizinha a Lucerne, classificou a campanha como “um erro”.

AP – O Estado de S.Paulo

Related Posts with Thumbnails