http://media.economist.com/images/20080913/3708AM1.jpg

É inegável porque é sentido por ampla maioria, o crescimento econômico do Brasil, praticamente o pleno emprego e a multiplicação do crédito para você comprar o que quiser inclusive casa própria.

Nesse quadro milhões de brasileiros que viviam fora da sociedade de consumo, apesar de terem uma renda modesta entre 1.400 e 4.000 reais passaram a ser considerados de classe média.

Quando o Brasil deixou de ser uma sociedade rural para se transformar em uma sociedade urbana, surgiu o conceito de classe média.

Eram funcionários públicos e de empresas públicas, donos de padaria, farmácias etc. que podiam ter em casa o que não estava ao alcance da maioria.

Inicialmente radiola de vinil, depois o long play, TV preto e branca e depois colorida e o sonhado vídeo cassete com seus milhares de locadoras.

A globalização e o crédito fácil bagunçaram este coreto. Qualquer pessoa de baixa renda através do crédito tem em casa os mesmos gadjets do rico.

O que faltava igualar era a vestimenta. Calças, camisas, vestidos, bonitos e vistosos podem ser comprados em Recife em qualquer supermercado sem necessidade da pessoa se deslocar para Toritama, Caruaru etc.

Morando em Boa Viagem, observo a saída dos domésticos que terminam o trabalho. Estão muito mais elegantes e bem vestidos do que os moradores do prédio.

Como tudo muda os padrões para definir classe média mudaram. Ser hoje de classe média é poder ter um excelente plano de saúde que é aceito nos melhores hospitais, ter uma previdência privada que lhe assegure uma aposentadoria decente e ter escolas privadas que não ensinem apenas a ler e contar, mas pensar para seus filhos e netos.

Só esses 3 itens custam mais de 3.000 reais por mês e quem está em uma faixa de renda até 4000 reais ,está fora.

Se contar conta de água, luz, combustível, condomínio, IPTU e telefone e juntar aos itens acima mais comida e lazer, um padrão de classe média para baixa custa mais de 6.000 reais líquidos.

Nesse nível não haverá nem viagens aéreas ou cruzeiro de navio, os grandes sonhos de muita gente.

Para ser uma renda líquida de 6.000. O salário bruto precisa ser superior a 8.000 mil, o que não atinge nem 5% dos brasileiros.

Related Posts with Thumbnails